Cidades e cores

Verde e ocre fazem de Roma uma cidade mais alegre que Paris. Esta, uma cidade de giz sob o azul do céu. Pedras que de perto têm cores variadas, limpas ou cobertas de fuligem, mas que vistas do alto de terraços e torres tornam-se brancas. Pedras que presenciaram eventos importantes da história, mas também cotidianos, pequenos, sem nenhuma importância além daquele momento, esquecidos tão logo passados. Pedras que hoje não têm sossego, tamanha a fama que alcançaram, tendo todas, mesmo as mais desinteressantes, seu papel na manutenção de um conjunto monumental. Do alto da torre da Notre Dame – à qual subi pela primeira vez – um panorama bicolor se descortinava por todos os lados. As construções resplandecentes à luz do sol irradiando branco. O céu limpo de inverno – bastante raro nessa temporada de muito frio e tempo fechado. O brilho de aço dos telhados e uma tênue cobertura de poluição contribuindo para um efeito de transição do branco para o azul celeste parisiense.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: