Torcello

Fui a Torcello duas vezes na vida. E nas duas vezes a mesma sensação de desolação. No porto de Burano umas poucas pessoas a espera do barco para a curta travessia. A nave, mal os viajantes descem em terra, parte rapidamente deixando-os numa ilha de aparência deserta. Uma caminhada ao longo do estreito canal sem ninguém por perto, algumas casas fechadas num aparente abandono. Uma tranquilidade quebrada apenas por um discreto taxi veneziano que vem pelo canal e pára em frente à Locanda Cipriani e do qual desce um elegante casal que entra direto no famoso restaurante. Um luxo perdido na laguna.

Na verdade toda Torcello é um luxo, pela beleza rústica da natureza, pelo silêncio, pela paz que inspira e, sobretudo, pelas belíssimas igrejas de Santa Maria Assunta e de Santa Fosca. Na primeira vez que lá estive ambas estavam fechadas. Agora, abertas as duas. Santa Fosca tem uma harmoniosa planta centralizada em cruz grega, um tipo de traçado da arquitetura românica que me agrada especialmente, com poucos exemplares preservados até nossos dias. Santa Maria Assunta, grandiosa nas dimensões, mantém, no entanto, a simplicidade dos arcos de volta perfeita apoiados sobre colunas de mármore. Seu interior possui soberbos mosaicos dos séculos XII e XIII nas paredes e no piso. Há o mosaico do Juízo Final na parede interna da entrada, imenso, cheio de detalhes impressionantes que nos remetem a uma época de dominação pelo medo da danação eterna. No entanto, para mim é na abside que o esplendor e a dramaticidade da arte mosaicista italiana se revela numa esguia e longilínea Nossa Senhora com manto azul sobre fundo dourado. A Virgem domina o espaço e os apóstolos que estão aos seus pés praticamente desaparecem frente a tanta magnificência. A força dessa obra suplanta quaisquer dos elaborados mosaicos da Basílica de San Marco.

Voltando pelo canal, inspecionamos o cardápio da Locanda Cipriani. Preços acima da média, mas honestos. Havíamos combinado de comer um fritto misto di mare em Burano e assim procuramos apenas um café no Ristorante Villa ‘600. Perguntei se havia algum doce e o garçom recitou uma enorme variedade de tortas. Comemos a de pêra com chocolate que estava deliciosa. O restaurante é muito agradável com um serviço simpático e educado.

Torcello é um dos pontos altos da laguna. Não deixe de visitá-la.

Antônio Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: