Óbidos

Casas brancas cercadas por uma muralha de pedra tendo ao fundo um castelo. Descrição comum das cidadezinhas do interior de Portugal. Descrição de Óbidos, uma das mais festejadas e visitadas cidades medievais portuguesas. Linda e aconchegante em seu aspecto geral, impessoal e mercantilista no acolhimento aos viajantes. Óbidos sofre daquele mal tão comum às cidades que se tornam vítimas do turismo, por depender dele como fonte de renda. Nessa dicotomia lembra-me muito Tiradentes aqui em Minas, onde o artificialismo e a exploração quase conseguem sobrepujar o charme do local. Mas ambas são plenas de méritos, sendo possível passear por suas ruas – e em Óbidos também pelas muralhas – aproveitando as belezas, esquecendo a vida mundana que corre ao redor. Especialmente belas as igrejinhas da pequena cidadela portuguesa, medievais nas origens, incorporaram importantes traços renascentistas e barrocos, porém preservando a pureza estilística da província. Lá hospedamos em um dos hotéis mais charmosos que já conhecemos – a Casa d’Óbidos. Por localizar-se fora dos muros, caminhamos entre bosques, vinhedos e plantações de figos até chegarmos ao portão mais próximo. Um passeio inesperado que possibilitou um conhecimento extra da região.

Antônio Paulo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: