Berna

Passar um dia inteiro andando pelo centro de Berna é um programa dos mais agradáveis. Muito bem preservados, os prédios unidos uns aos outros, elegantes e austeros, uniformes na altura e na coloração das pedras, se prolongam por ruas compridas quase ao infinito. Apesar de apresentarem diversidades nos detalhes e adornos, compõem um conjunto harmônico e contínuo, raro de encontrar em cidades antigas.  Praticamente todos têm arcadas no nível da rua, sob as quais deveríamos andar – e que na verdade devem ser bem práticas e cômodas em dias de chuva, frio ou neve. Mas apesar das vitrines sempre atraentes e convidativas, andar debaixo dos arcos dificulta a visualização das fachadas, que tanto chamam nossa atenção. E são muitas as ruas mantidas tais como na Idade Média, fazendo com que Berna tenha um dos centros históricos melhor preservados da Suíça. Em algumas fachadas e ao longo das ruas sobre as várias fontes – para mim um dos símbolos do país, pois tão características e abundantes – estátuas coloridas de figuras variadas, desde a camponesa até o gigante comedor de criancinhas. Destaque para uma das mais curiosas, um grifo dourado na antiga sede da Corporação dos Tecelões. Chegando ao final da Gerechtigkeitsgasse, ao atravessar a ponte sobre o rio Aare, olhe para trás e terá uma visão surpreendente dos fundos dessas casas: uma quantidade de chaminés e clarabóias sobre os telhados e a torre da catedral – Berner Münster.

É esta a visão que guardo de uma cidade que me conquistou.

Antônio Paulo

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: