Artefatos em Montevideo

Um dos lugares mais agradáveis da capital uruguaia é a Plaza Matriz, antigo centro da cidade colonial. Pequena e aconchegante graças às suas inúmeras árvores é rodeada por prédios históricos e tem no centro uma bela fonte de mármore branco inaugurada em 1871. Nela acontece uma feira de antiguidades – anunciada para os sábados, mas que também visitamos numa segunda-feira. Muito boa, vale nem tanto pela variedade – não vimos nada que não encontrássemos em outras feiras – mas pelo preço. Sempre procuro louças, vidros e cristais antigos quando viajo e os preços ali praticados foram os melhores que já vi. Deu vontade de comprar muita coisa e só resistimos mesmo por causa dos inconvenientes e riscos do transporte. Ao largo da praça passa o Bulevar Sarandí, uma rua reservada aos pedestres que, iniciada na Puerta de La Ciudadela, segue pela Ciudad Vieja adentro. Ao longo do bulevar vários artesãos expõem seus trabalhos.

Com dois endereços na cidade, o Mercado de los Artesanos reúne a produção de vários artistas que trabalham com diferentes técnicas e materiais, numa forma de associação. Têm coisas muito bonitas, algumas bem originais. Um ótimo lugar para comprar presentes de viagem e também coisas para casa. De lá trouxemos lindas cumbucas utilitárias de madeira.

A Feria de Tristán Narvaja acontece no centro de Montevideo todos os domingos e ocupa cerca de 20 quarteirões a partir do cruzamento da calle Tristán Narvaja com a avenida 18 de Julio. Difícil dizer se a feira tem um tema, pois em termos de comércio popular, encontramos de tudo por lá. Começamos o percurso na esquina mencionada. Nessa altura prevalecem os produtos hortifrutigranjeiros, mas havia também barracas com animais, roupas e utensílios para casa. Mais para frente, no eixo principal e nas ruas transversais, começam a aparecer as antiguidades. Andando para as ruas periféricas, muita quinquilharia. Parece que os moradores da região abrem suas portas, despejam o lixo na calçada e o colocam a venda… O que não é vendido já fica ali mesmo para o lixeiro levar. Muito engraçado! As partes mais interessantes estavam lotadas e a feira faz grande sucesso entre os moradores da cidade.

Existem em Montevideo pelo menos mais duas feiras tradicionais, mas que não tivemos tempo de conhecer. São a Feria del Parque Rodó, aos domingos, e a Feria de Villa Biarritz, aos sábados e terças. Ficam para a próxima viagem.

Antônio Paulo

Anúncios
Comments
6 Responses to “Artefatos em Montevideo”
  1. recheiodecasa disse:

    Alex, vim pra cá e não consigo sair…rsrsrs.
    Que delícia um blog assim, uma visão poética, sem aquela chatura dos roteiros turísticos.
    Vou voltar sempre!!!
    Beijo!
    Ana Paula

  2. Lia Silva de Castilho disse:

    Gente,
    Sete dias estão de bom tamanho para Montevidéu e redondezas?
    Abração,
    Lia

  3. Margarete Miranda disse:

    Toninho, também gostei do nosso encontro.
    Como sempre, as consequências são surpreendentes e me trazem alegria.
    Ter acesso ao VIAGEIROS de vocês é um previlégio.
    Conto depois como foram nossos dias em Montevidéo.
    Beijão
    Margarete

  4. Catarina Santos disse:

    Oi Toninho,
    gostei muito do blog e já vou recolher algumas dicas sobre feiras e taxas no aeroporto em Montevideo.
    Abraços,

    Catarina (amiga Margarete).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: