Um vôo sobre o lago

Ao decolar e fazer a curva para tomar a direção de Buenos Aires, o avião começa a sobrevoar o lago Nahuel Huapi. Esperava que fosse ganhando altura ao mesmo tempo em que se direcionasse para nordeste. Mas não. Deliberadamente o piloto proporcionava aos passageiros uma visão privilegiada da região. A baixa velocidade, mansamente, ele percorreu toda a extensão do corpo principal do lago, descrevendo um arco de sudeste para noroeste, como em um vôo panorâmico. Não percebi isso de imediato; achei estranha aquela demora para o avião ganhar altura. Mas estava aproveitando as vistas de praias, matas e montanhas. De repente, olhando para a esquerda com a intenção de ver a cidade de Bariloche, vejo ao fundo, mas ainda assim muito perto e em destaque, o maciço do Cerro Tronador, com seu cume branco, absolutamente majestoso sobre a região. Só então tive consciência da atitude do comandante. Nessa altura ele anunciou estarmos sobrevoando Villa La Angostura. Olhando para o outro lado ainda deu para ver os contornos da península Quetrihué onde fica o Bosque Arrayanes. Era primeiro de janeiro; independente da real intenção do piloto das Aerolineas Argentinas tomei aquilo como um presente de ano novo. Uma despedida inesperada e digna das belezas da região.

Antônio

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: