São Bernardos de Bariloche

Pois lá estávamos a andar sobre as ruas de Bariloche, em nosso primeiro passeio pela cidade, quando nos deparamos com uma cena que nos chamou a atenção, pelo menos a minha, visto que cachorros puxam meu olhar. Estava o dono com seu São Bernardo em cima de um tronco cortado de árvore, na frente da igreja central – já me esqueci o nome do santo ou qual nossa senhora batizou a igreja, mas não desviemos nossa atenção do cão e seu dono. São Bernardo é um cão bastante volumoso e com feição acolhedora, embora muitas vezes triste, e este estava gostando muito da limpeza aplicada pelo dono, que o esfregava com um pano. A seu lado estava uma mulher com uma criança. Uma família, pensei : o pai, a mãe, a filha, o cão. Ledo engano. O dono estava arrumando seu animal de estimação para o trabalho, tirar fotos com turistas. Fiquei curioso com tamanha infrequência visual, afinal ainda não tinha passado os olhos por esta abordagem nas minhas viagens. Visto, seguimos em frente. A cidade de Bariloche é bastante agradável, com a brisa do lago a varrer suas ruas. E entrando aqui, virando ali, chegamos ao Centro Cívico com sua praça ampla. Depois de pegarmos algumas informações no Posto Turístico, sobre como chegar ao Bosque dos Arrayanes, sentamos em um banco da praça. Não demorou muito para que minha visão fosse, novamente, levada a buscar a mesma cena e mais outra e mais outra. Estavam no largo do Centro Cívico mais de três pessoas com seus respectivos São Bernardos e desta vez, com um filhote a tiracolo, e barril no pescoço. E a turistada a sacar las fotos.  O dono tira a foto e combina-se o horário para a entrega.  Uma reprodução 20X15 sai em torno de $60 pesos.  Fofos os cães, adoraria rolar com um deles pelo chão. Com certeza iria ficar imundo e babado, já que a baba deixada por um cão desses enche um galão de 18 litros e nem todos estavam limpos e lindos. Fiquei pensando sobre trabalho escravo…

Sem trazer a foto oficial, seguimos nosso caminho. E olha lá mais São Bernardos, só que desta vez nas vitrines das lojas de lembranças. Por $30 pesos trouxe um de pelúcia para uma amiga, e constatei que o cão é um dos ícones representativos de Bariloche.

Alex

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: